Destaque

Rondonópolis terá vôo para Cuiabá diariamente

Fonte: GCOM – Prefeitura de Rondonópolis

A partir da segunda quinzena de fevereiro, Rondonópolis deve fazer parte dos destinos da América do Sul Táxi Aéro, a Asta. O anúncio foi feito pelo Analista Comercial da Asta, Jean Carlos Simi, durante reunião com representantes do poder público e empresários, na manhã desta quarta-feira (30), no auditório da Associação Comercial e Industrial de Rondonópolis (Acir). A empresa, instalada há mais de 15 anos em Mato Grosso, pretende colocar, inicialmente, à disposição dos rondonopolitanos dois voos regulares diários para Cuiabá, ida e volta, no início da manhã e outro no final da tarde.

Para o secretário municipal de Transportes e Trânsito, Rodrigo Metello, a vinda da Asta é importante para preencher uma lacuna de voos para capital, já que a Passaredo deixou de operar. “Fomos em busca de uma resposta para esta necessidade e nos deparamos com interesse da empresa, que já opera há alguns anos com a conexão no Estado, de vir para cá. Os voos, previstos já para a segunda quinzena de fevereiro, serão grande valia, pois vão preencher o espaço deixado pela Passaredo”, disse, acrescentando que o município tem dado toda a segurança para que as operações aconteçam.

Leia Também:  Sine Municipal disponibiliza 484 vagas de emprego nesta segunda-feira (08)

As decolagens para a capital mato-grossense serão às 7h e às 18 h, no Aeroporto Municipal Maestro Marinho Franco. De Cuiabá, os voos com destino a Rondonópolis partem às 6h e às 17 h do Aeroporto Marechal Rondon, localizado na cidade vizinha de Várzea Grande. O horário dos voos vai permitir que os passageiros consigam fazer uma conexão tanto para outros estados como para o interior do estado, nas regiões onde a Asta já opera.

Atualmente, a companhia realiza voos diários com passageiros partindo de Cuiabá com destino a Tangará da Serra, Sapezal, Primavera do Leste, Juara, Água Boa, Confresa, Canarana, Vila Rica e São Félix do Araguaia.

Segundo Jean, a aeronave utilizada pela Asta para fazer os voos será do modelo Grand Caravan Cessna, conhecidas mundialmente pela versatilidade e robustez. As aeronaves têm capacidade de transportar nove passageiros e dois tripulantes, com autonomia de voo de seis horas e 30 minutos, voando a velocidade média de 300 Km/h. As passagens poderão ser adquiridas pelo site: www.voeasta.com.br.

Sustentabilidade da linha

Para viabilizar a sustentabilidade da operação em Rondonópolis, a Asta está adotando o modelo piloto implantado com o sucesso na linha de Tangará da Serra. A proposta consiste na venda de pacotes anuais para empresários, no valor de R$ 1100 por mês, que dão direito a quatro passagens mensais. Se caso utilizar as passagens no mês, elas acumulam.

Leia Também:  Jovem de 16 anos tenta atravessar rio e morre afogado

“ A reunião foi muito positiva. Além de sinalizações de adesões para nossa proposta de dar sustentabilidade para linha, este encontro com os empresários serviu também para receber sugestões que serão avaliadas para adequações visando melhor atender a cidade”, comenta Jean, observando que as expectativas da empresa são as melhores possíveis, vislumbrando, inclusive, aumentar, futuramente, a frequência de voos, conforme for crescendo a demanda.

Para o presidente da Acir, Ernando Cabral, é importante para o desenvolvimento da cidade viabilizar a vinda de voos regulares e que o modelo de operações da empresa é atrativo. Em virtude da demanda pelo serviço ele acredita “que será possível a viabilidade da rota”, avalia.

Além do secretário Rodrigo Metello, participou da reunião da empresa com empresários na Acir, representando a prefeitura de Rondonópolis, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Milton Mutum.

Comentários Facebook

Agricultura

Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Lideranças femininas do setor agropecuário de Mato Grosso embarcaram hoje (10.08) para uma visita técnica em Brasília. Ao longo dos próximos dias, um grupo com 40 mulheres visitará a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), a sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Pensar Agro (IPA), entre outras instituições na capital federal.

As atividades fazem parte da programação da Academia de Liderança – Mulheres Líderes do Agro, a primeira organizada pelo Senar-MT exclusivamente ao público feminino. Ao todo, serão três encontros, de julho a setembro. Nesta segunda etapa, que ocorre em Brasília, as mulheres conhecerão mais sobre a atuação das instituições visitadas, seus representantes e a estrutura dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

A Academia de Liderança reúne produtoras rurais, lideranças sindicais e mulheres que trabalham no setor agropecuário. O objetivo é formar líderes que possam atuar nas mais diversas esferas que envolvem a agropecuária no estado e impulsionar ainda mais o seu desenvolvimento.

No primeiro módulo, que ocorreu em Cuiabá, as participantes aprenderam mais sobre atuação política no agro e autoconhecimento e propósito. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer as áreas de atuação de cada uma das instituições do Sistema Famato: o Senar-MT, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Instituto Agrihub, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e os Sindicatos Rurais.

Leia Também:  Homem morre após colisão entre moto e carro em Rondonópolis

Essa é a primeira visita técnica da Academia de Liderança, após o início da pandemia de Covid-19. “Esse momento foi muito aguardado, a pandemia adiou o nosso projeto, mas finalmente conseguimos realizá-lo e estamos muito felizes em poder reunir e fortalecer as mulheres do nosso setor”, afirmou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA