Mato Grosso

Sema e Abin se unem para fortalecimento das ações de inteligência

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e a Agência Brasileira de Inteligência firmaram Termo de Cooperação Técnica (TCT) para fortalecimento das ações de inteligência. O acordo prevê colaboração mútua entre as instituições por meio de intercâmbio de dados e informações, capacitação técnica e acesso a banco de dados.

Para o superintendente Estadual da Abin, Fábio de Oliveira, não se faz ações de inteligência sem cooperação e o termo firmado com a Sema possibilitará capilaridade das ações da agência no Estado. “Já viemos de uma parceria com a Sema para capacitação dos servidores com os cursos que oferecemos e agora a integração do banco de dados é um dos nossos objetivos principais, fortalecendo as ações de investigação”, destacou durante a assinatura do TCT no início desta semana.

A secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, concorda com a importância da integração do o banco de dados. “É importante usarmos melhor nossos ativos e por meio de cooperações técnicas como esta poderemos obter melhores resultados com menor esforço”. A gestora destaca que as ações terão um olhar especial para o Cadastro Ambiental Rural (CAR) e melhor controle do transporte florestal e da cadeia de custódia da comercialização de madeira.

Leia Também:  TCE rejeita denúncia e libera prefeitura a gastar R$ 1,8 milhão com insulfilm

Pelo acordo, enquanto a Abin se dispôs a realizar a capacitação técnica dos servidores, a Sema irá via Webservice, acesso aos dados que compõe os bancos de dados dos sistemas mato-grossenses de gestão florestal (Sisflora), de licenciamento ambiental (Simlam) e Cadastro Ambiental (Simcar). As instituições se comprometeram com a confidencialidade de informações e em utilizar as informações somente em processos formais instituídos.

O extrato do Termo de Cooperação Técnica foi publicado no Diário Oficial de 29/01/2019.

Comentários Facebook

Agricultura

Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Lideranças femininas do setor agropecuário de Mato Grosso embarcaram hoje (10.08) para uma visita técnica em Brasília. Ao longo dos próximos dias, um grupo com 40 mulheres visitará a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), a sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Pensar Agro (IPA), entre outras instituições na capital federal.

As atividades fazem parte da programação da Academia de Liderança – Mulheres Líderes do Agro, a primeira organizada pelo Senar-MT exclusivamente ao público feminino. Ao todo, serão três encontros, de julho a setembro. Nesta segunda etapa, que ocorre em Brasília, as mulheres conhecerão mais sobre a atuação das instituições visitadas, seus representantes e a estrutura dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

A Academia de Liderança reúne produtoras rurais, lideranças sindicais e mulheres que trabalham no setor agropecuário. O objetivo é formar líderes que possam atuar nas mais diversas esferas que envolvem a agropecuária no estado e impulsionar ainda mais o seu desenvolvimento.

No primeiro módulo, que ocorreu em Cuiabá, as participantes aprenderam mais sobre atuação política no agro e autoconhecimento e propósito. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer as áreas de atuação de cada uma das instituições do Sistema Famato: o Senar-MT, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Instituto Agrihub, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e os Sindicatos Rurais.

Leia Também:  Passageira de ônibus é presa novamente transportando drogas

Essa é a primeira visita técnica da Academia de Liderança, após o início da pandemia de Covid-19. “Esse momento foi muito aguardado, a pandemia adiou o nosso projeto, mas finalmente conseguimos realizá-lo e estamos muito felizes em poder reunir e fortalecer as mulheres do nosso setor”, afirmou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA