Destaque

Suspeito é preso e professora continua desaparecida após briga de casal

Fonte: Gazeta Digital

Empresário Alessandro Lautenschlager, 31, foi preso nesta quarta-feira (30) na cidade de Foz do Iguaçu, no estado do Paraná. Ele e a professora Rosângela Silva, 32, foram dados como desaparecidos desde a última sexta-feira (25). A mulher ainda está desaparecida.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Polícia Civil de Mato Grosso, no entanto não há detalhes sobre a prisão.

Moradores de Nova Mutum, ambos terminaram recentemente uma relação que durou 5 meses e, de acordo com familiares, o homem não aceitava. No dia em que desapareceram, Rosângela estava na casa de uma amiga e saiu para conversar com o ex.

De acordo com as investigações, Alessandro foi visto buscando Rosângela, em um contexto de forte discussão entre o ex-casal. Ambos seguiram em um veículo HB20, hatch, cor branca.

Até sábado (26) de manhã, os familiares conseguiram contato com o empresário, que respondeu apenas que estava dormindo e não tinha informações sobre Rosângela. Depois, ele não atendeu mais as ligações e também não foi mais visto.

Leia Também:  Homem é espancado por populares após agredir mulher em MT

Segundo o pai de Alessandro, o filho apareceu em sua casa por volta de 6h, pegou algumas peças de roupa e saiu sem conversar. Ele também deixou o carro na frente da residência.

Foi apurado, que o suspeito deixou a cidade em fuga ao Paraguai. Ele passou a ser monitorado e já com indícios de ter assassinado à vítima e o delegado Rodrigo Costa Rufato representou pela prisão temporária por suspeita de feminicídio.

De maneira integrada, policiais da Delegacia Municipal, da Seção Especializada da Defesa da Mulher da Delegacia Regional, Delegacia de Roubos e Furtos (Derf), e Núcleo de Inteligência, e Polícia Militar Nova Mutum desencadearam ações visando localizar o suspeito. O trabalho também contou com apoio das forças policiais de Mato Grosso do Sul.

A prisão foi decretada na terça-feira (29), pela comarca de Nova Mutum.O delegado informou que as investigações seguem para localização do corpo da vítima. O suspeito será interrogado nesta quinta-feira (31), na Delegacia da Polícia Civil de Foz do Iguaçu.

No dia 3 de janeiro de 2019, a vítima registrou boletim de ocorrência relatando ameaças do namorado, por não aceitar que ela terminasse o relacionamento. Ela também tinha uma medida protetiva contra ele.

Leia Também:  Médica veterinária morre em grave acidente na BR-163

Comentários Facebook

Agricultura

Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Lideranças femininas do setor agropecuário de Mato Grosso embarcaram hoje (10.08) para uma visita técnica em Brasília. Ao longo dos próximos dias, um grupo com 40 mulheres visitará a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), a sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Pensar Agro (IPA), entre outras instituições na capital federal.

As atividades fazem parte da programação da Academia de Liderança – Mulheres Líderes do Agro, a primeira organizada pelo Senar-MT exclusivamente ao público feminino. Ao todo, serão três encontros, de julho a setembro. Nesta segunda etapa, que ocorre em Brasília, as mulheres conhecerão mais sobre a atuação das instituições visitadas, seus representantes e a estrutura dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

A Academia de Liderança reúne produtoras rurais, lideranças sindicais e mulheres que trabalham no setor agropecuário. O objetivo é formar líderes que possam atuar nas mais diversas esferas que envolvem a agropecuária no estado e impulsionar ainda mais o seu desenvolvimento.

No primeiro módulo, que ocorreu em Cuiabá, as participantes aprenderam mais sobre atuação política no agro e autoconhecimento e propósito. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer as áreas de atuação de cada uma das instituições do Sistema Famato: o Senar-MT, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Instituto Agrihub, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e os Sindicatos Rurais.

Leia Também:  Passageira de ônibus é presa novamente transportando drogas

Essa é a primeira visita técnica da Academia de Liderança, após o início da pandemia de Covid-19. “Esse momento foi muito aguardado, a pandemia adiou o nosso projeto, mas finalmente conseguimos realizá-lo e estamos muito felizes em poder reunir e fortalecer as mulheres do nosso setor”, afirmou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA