Politica MT

Teatro Zulmira é palco de festival alusivo ao Dia Internacional da Dança


Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Depois de um intervalo de um ano, o festival mato-grossense em alusão ao Dia Internacional da Dança volta ao palco do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, para apresentação presencial. Será nesta sexta-feira (15) e no sábado (16), sempre às 20h. Os ingressos estão à venda neste site e custam R$ 46, cabendo meia-entrada por direito e meia-entrada promocional, por meio da doação de três quilos de alimentos não perecíveis (a ser entregues diretamente na entrada do teatro). O evento está sendo organizado pelo Espaço Roda – Arte e Expressão e pelo Movimento VAMBORA.

Na sexta-feira, será realizada uma noite de gala com apresentação de montagens do Espaço Roda – Arte Expressão e das escolas convidadas Ópera Ballet e Estúdio Claz. Essa noite será transmitida ao vivo pela TV Assembleia (canal 30.1, TV aberta).

Na noite de sábado ocorrerá a mostra de dança com a participação de escolas de todo o Estado, em diversas modalidades de dança.

Leia Também:  Deputados votam em redação final projeto que aprova convênios ICMS

“Este ano, a gente retornou com as festividades do Dia Internacional da Dança. Estamos muito ansiosos para receber os grupos. Nós vamos começar com uma noite de gala e, no dia 16, a gente recebe os grupos que vão se apresentar para a mostra”, contextualiza Rafael Cerigato, organizador.

Para marcar o encerramento do festival, ainda no sábado, será apresentada uma amostra do show B.R.U.S, de Chris Matallo e Jim Hamilton, já executado em diversos lugares do mundo.

“Estávamos esperando este momento de reabertura gradual de nosso teatro. Com todo cuidado, aos poucos, vamos ocupando o palco e as poltronas deste templo. E esta mostra tem todo o perfil que incentivamos: é democrática e apresenta novos talentos”, avalia a diretora do Teatro do Cerrado, Daniella Paula Oliveira.

Os alimentos arrecadados pela meia promocional serão destinados às entidades filantrópicas atendidas pela Assembleia Social, gestora do Teatro Zulmira Canavarros.

Bailarinos internacionais

O Dia Internacional da Dança também é marcado por cursos com professores de renome internacional. Nesta edição, foram convidados Felipe Camarotto, no Balé, Edson Santos, no jazz, e Chris Matallo e Jim Hamilton, no sapateado.

Leia Também:  Emenda parlamentar contribui para garantir obras de pavimentação da MT-400

Todas as oficinas são gratuitas, destinadas a estudantes de nível intermediário e avançado. As inscrições podem ser feitas por meio deste site.

O Dia Internacional da Dança é uma realização do Espaço Roda – Arte & Expressão, em parceria com o Movimento VAMBORA, Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel/MT), Assembleia Social e TV Assembleia.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

Politica MT

Projeto de lei institui a “hora do colinho” na saúde pública mato-grossense


O tempo de “colo” mostra melhoria de indicadores como tempo de sono e ganho de peso

Foto: Ronaldo Mazza / Secretaria de Comunicação Social

Dr. Gimenez explica que o mesmo projeto foi implantado com sucesso no estado da Paraíba

Foto: MARCOS LOPES / ALMT

O Projeto de Lei nº 990/2021, de autoria do deputado estadual Dr. Gimenez (PV), institui a “hora do colinho” na rede de saúde pública de Mato Grosso. O objetivo é oferecer acolhimento afetivo a bebês recém-nascidos órfãos ou que por algum motivo estejam privados da presença materna durante a hospitalização.  

Conforme o parlamentar, o projeto será implementado por meio do Protocolo Operacional Padrão (POP), oferecido pela equipe multiprofissional competente. Poderão participar profissionais treinados pelas unidades hospitalares cadastrados ao projeto.  

“Após tantos anos trabalhando com crianças, posso dizer que, sem sombra de dúvida, o amor cura, pois a resposta do bebê será muito positiva ao tratamento depois desse momento de relaxamento proporcionado pela equipe de profissionais. A humanização ajuda a diminuir o estresse e reduz as sensações de eventuais dores”.  

Leia Também:  Audiência pública discute investimentos em comunidade rural de Leverger

A orientação é que o governo estadual faça convênio com os municípios para a efetivação do POP, ampliando a abrangência para a rede municipal de saúde. Além de capacitação, essas unidades poderão criar uma sala específica, tecnicamente preparada e apta com ambiente silencioso, acolhedor e conforto para a recepção dos bebês recém-nascidos órfãos.

Os estabelecimentos de saúde que adotarem o projeto “hora do colinho” estarão autorizados a firmar convênios público-privados locais, nacionais ou internacionais de capacitação, treinamento, divulgação, publicidade e cooperação técnica pertinente ao uso do Protocolo.

Dr. Gimenez explica que Mato Grosso seria um dos pioneiros na implantação da proposta que vem sendo estudada pelo Ministério da Saúde para uso via Sistema Único de Saúde (SUS). “Muitas crianças ficaram órfãs durante a pandemia, o que nos sensibilizou muito e então veio a ideia de criar o projeto, afinal, a mão que cuida também é o colo que acalenta”.

Ele explica que o tempo de colo deve ser ajustado de acordo com a demanda do bebê. A técnica aprimora a respiração e promove a expansão da caixa torácica do recém-nascido, auxiliando o funcionamento do intestino e do estômago. 

Leia Também:  Paulo Araújo quer instituir programa de conscientização sobre o descarte de cartuchos e toners

“Nós avaliamos os dados preliminares da Maternidade Frei Damião, na Paraíba, onde esse projeto já foi implementado com muito sucesso e é realmente animador observar que de fato o tempo de “colo” mostra melhoria de indicadores como tempo de sono e ganho de peso, além da redução do refluxo e do tempo de internação”.  

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA